Tudo que você precisa saber sobre Fernando de Noronha!

Diversas praias do Nordeste estão sendo atingidas por manchas de óleo, desde agosto e início de setembro.  Entre estas localidades vários destinos turísticos foram interditados para limpeza. No entanto, o destino Fernando de Noronha é uma área protegida e não recebeu as manchas de petróleo.

 

O governo tem realizado investigações, porém, não indicam qual a trajetória e intensidade do óleo neste locais. Estima-se que mais de 200 localidades em nove estados estão com a substância. Ainda em alguns casos, mesmo com limpeza as manchas voltam devido à maré. Em outros locais os fragmentos estão sólidos.

 

Fernando de Noronha: destino intacto

 

Fernando de Noronha é uma ilha com média de 350 quilômetros ao largo da costa nordeste do Brasil. Apesar da tragédia recente, a Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Pernambuco informou que não existem sinais de manchas de óleo nas praias do arquipélago.

 

Desde o evento o local está sendo monitorado, porém, não há indícios das substância nas praias. Conhecido por ser um dos destinos mais procurados para turismo, os visitantes podem ficar despreocupados, pois a ilha se mantém preservada e pode continuar no seu roteiro de viagem.

Carnaval em Fernando de Noronha

 

Causas do vazamento de óleo

 

Até o momento não existe uma causa definida sobre o vazamento de petróleo cru em cerca de 1.500 quilômetros do litoral do Nordeste.

 

Desde o acidente, o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e a Marinha do Brasil investigam a situação. Entretanto, não existe um consenso dos órgão ambientais sobre o motivo do problema. O petróleo vazado pode ser devido uma embarcação (clandestina, hipótese da Marina) em alto mar, porém, a origem do vazamento não foi determinada.

 

Como saber se uma praia teve derramamento de óleo

 

Alguns locais como Fernando de Noronha e as praias da ilha não foram atingidas. Apesar do vazamento de petróleo não ter chegado a esta região, acabou atingindo vários locais do balneário turístico de Pernambuco, assim o problema ambiental pode ameaçar pescadores e até o PIB do turismo.

 

De qualquer modo, no portal do Ibama é possível conferir o balanço das localidades. Logo para saber se uma praia apresenta manchas de óleo é preciso consultar na lista e ver a situação.

 

Para ter uma base, as localidades são apresentadas em quatro categorias:

 

  • Oleada com manchas: o óleo no local pode ser de 11% a 50%;
  • Oleada com vestígios/esparsos: pode ser inferior a 1% e alcançar os 10%;
  • Não observado: neste local o óleo não era visível em análise;
  • Em limpeza: as praias estão passando por limpeza com autoridades e apoio da população.

 

Voluntários e autoridade

 

Em vários locais as autoridades e os voluntários fazem a limpeza das praias. Todas as praias que estão atingidas estão interditadas para que ocorra a contenção e remoção do óleo, já que causam riscos aos banhistas. Além disso, existe a preocupação de inserir as barreiras de proteção para os ecossistemas marinhos, como recifes e manguezais.

 

Barreiras de contenção

 

As barreiras de contenção tem como objetivo reter o óleo e impedir que o poluente siga para os locais litorâneos, inclusive como a Reserva Biológica Santa Isabel e o Rio São Francisco. Conforme o Ibama e a Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema) alguns pontos são prioridades na lista para a proteção.

 

Lembrando que todos os componentes químicos presentes no óleo pode causar vários problemas de saúde, como doenças e câncer. Nos animais o óleo pode matar várias espécies marinhas, conforme depoimentos de geocientistas e biólogos.

 

Localidades atingidas pelo óleo

 

A seguir consulte as tabelas publicadas pelo Ibama e confira os destinos de onde o petróleo chegou e a situação atual destes locais.

 

 

Tags:, , , ,

Você também vai gostar :

>> Réveillon em Noronha
>> 7 músicas para curtir a viagem para Fernando de Noronha
>> 5 Coisas que você precisa fazer em Fernando de Noronha
>> Parquinho da Escola Arquipélago de Fernando de Noronha é inaugurado
>> Rifa é prorrogada para o dia 06 de setembro
Reserve pelo Whatsapp +55 (81) 99881-8809